segunda-feira, setembro 29, 2008

Ausência ou Da histérica




Um engano alimenta a gana
da ardente louca -
esta se faz em gozo,
êxtase faz engodo.

Em arco,
ela se curva
(quer beijar o desejo)
esforço de vão ensejo

em tent(ativa)
de tocar a besta
em sua toca

f...........a
u.....d
n

inacessível...


******************************
Foto: escultura O arco da histeria, de Louise Bourgeois

9 comentários:

Delfim peixoto disse...

Definitivamente, genial
:)

Bruna Mitrano disse...

"engano", "gana", "gozo", "engodo", você sabe mesmo brincar de catar palavrinhas (avras e avrões) soltas por aí, aqui, lá, sei lá! As imagens (verbais e não-verbais) sempre muito bem escolhidas (e cada vez mais). Esse é bem (pro)fundo. A ardente louca: máximo do desejo. Ah, só a louca, ardente, mesmo.
Um brinde ao inacessível!

Beijos, querida!

bossa_velha disse...

lindo. aproveitei pra tirar o atraso e conferir o que havia perdido. beijo.

Tati disse...

Eu assisti um filme chamado "Shortbus", e nele um personagem consegue beijar o desejo.

Hj fiz uma torta de nozes perfeita. se quiser te passo a receita

Line Lily disse...

Oi! Tenho lido o seu blog, mas deixei de comentar por muito tempo. Eu deixei muitas coisas por cerca de um mês, inclusive o meu blog.
Mas cá estou, que escrever é como respirar. Que ler é como tentar respirar o ar alheio, ser outro que não você, mas sempre sendo você mesmo, somos todos tão parecidos em nossas diferenças né?
Bom, chega de pieguices e clichês.

Poesia concreta não é comigo. Quem consegue merece todo louvor!
Parabéns Aline! Que ar agradável tem o teu blog!
Que cheirinho de dissecação! Hum! Que delícia!
Besitos!

Tiago Rattes de Andrade disse...

Bem interessante. Gostei muito. Vê se aparece...em nossas vidas.

Zé Camões disse...

Ola.
É de simples leitura e de bonita configuração visual.
Passe no meu Blog.
Cumprimentos.

Alê Quites disse...

funda,
funda,
e funda.

Ufa!

e-letrizada disse...

algo tão perto e longe ao mesmo tempo. Tão íntimo e desconhecido...

ótima poesia!
:)