terça-feira, maio 10, 2011

arre(medo)

arre(medo)
que de trás
se ins(urge)
nunca arre(mata)
verso que me en(seja)

re(médio)

quando se re(força)
vira vão, a(pena)s.

Um comentário:

Eneida disse...

Adorei!
Show demais!
Beijo!
http://tengacreencia.blogspot.com