sexta-feira, junho 03, 2011

Dois ornitorrincos abotoam o instante das carências.
Faz-se moleza doce, véu de seda púrpura.
A rimar caprichos,
arremedar esguichos,
que por detrás se somam,
amortecendo apitos.

ao / véu / lar...

2 comentários:

Priscila Lopes disse...

você "brinca" bonitinho, e tem textos bem legais mesmo!

Helena Pavan Guimarães disse...

Amei o texto!!!!
Beijo e boa semana!!!
Helena