segunda-feira, julho 09, 2012

foto: Mehmet Ozgur


o peso de tua letra
leva-me, leve
lava-me, lava
mata-me, brasa
para que eu evapore
turva e incerta
e revele minha verve amarga

plena ainda que desfeita
pura, pois que ilimitada.

3 comentários:

Mikaelly Andrade disse...

Simplesmente lindo.

M.A.
http://mikaelly-andrade.blogspot.com.br/

Bárbara Queiroz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bárbara Queiroz disse...

Versos que nos enlaçam, palavras ousadas, trocadilhos lindos...